quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

Corrente

Sabe como é, azar de espelho quebrado deve acabar ali no chão - ou, no máximo, no pé de um infeliz que pisar, o qual, provavelmente, nem é o autor do acidente. Mas já que não quebrar esta corrente não fará mal a ninguém, vamos lá. Além do mais, fui acorrentada por uma amiga e agora quero acorrentar outros desocupados por aí:

Instruções:
1ª Pegar um livro próximo (PRÓXIMO, não procure)
2ª Abrir na página 161
3ª Procurar a 5ª frase completa
4ª Postar essa frase em seu blog
5ª Não escolher a melhor frase nem o melhor livro
6ª Repassar para outros 5 blogs


"Assim:

Espinheira

Nada em redor, nenhum outro nome, ainda que, como este, fictício."

'As mulheres do meu pai', José Eduardo Agualusa, pág161, quinta frase.


Próximos acorrentados:
Carol
Tainã
Tati
Elea
Cris

;p

3 comentários:

sobressalto disse...

vc tah me tirandoooo?
aiii q preguiça de subir e pegar um livro
mas eles vao estar toooodos juntooos
entao eu posso escolher o melhoooor
la la laaaa
isso q dá ser organizada

Lia disse...

yes!
acorrentada!

Uma outra Tatiane... disse...

Palhaçada! Estou acorrentada? Que isso? Caldeirão do Huck? (iiih, desenterrei essa!)

Pior que aqui só tem livro técnico de engenharia (to no escritório!)