segunda-feira, 19 de maio de 2008

Lembrete.

Ainda escrevo um livro sobre as conversas dos outros que ouço por aí, sem contextos e sem identificações. Só causos fluindo nas ondas sonoras e esbarrando em ouvidos aleatórios. Uns pinicam, outros fazem cócegas. Há ainda aqueles que germinam romances inteiros nas cabeças atingidas de raspão. A verdade é que a maioria das pessoas faz brotar verdadeiros contos de pequenos pontos, como marias-sem-vergonha no campo.

Um comentário:

sobressalto disse...

imagem bonita as pessoas marias sem vergonhas